praia do santinho florianópolis
SEU REFÚGIO PARTICULAR NA ILHA DA MAGIA.
 

 

Localizado ao lado do melhor Resort de Florianópolis com vista total para o mar à 100 metros da praia do Santinho.

A PRAIA 
No norte de Florianópolis, ao lado da Praia dos Ingleses, fica a sofisticada e isolada Praia do Santinho. Conhecida pela prática do surf, a praia conta com ondas fortes, mar aberto e longa faixa de areia que, na sua parte mais ao norte, se transforma em longos campos de dunas.No Santinho, o moderno se encontra com a história. É lá que está depositado um dos maiores acervos de arte rupestre em pedras de Florianópolis. Os trabalhos datam de mais de 5 mil anos.Ao mesmo tempo, um luxuoso complexo hoteleiro atrai turistas e empresários do mundo inteiro para momentos de relaxamento.
Características Naturais da Praia do Santinho A praia fica aberta, voltada para o oceano, a leste. Faz fronteira com a Praia dos Ingleses e com a Praia do Moçambique.Entre Ingleses e Santinho, há o Morro dos Ingleses, em que há trilhas. Ao sul, entre Ingleses e Moçambique, está o Costão do Santinho, em que um resort famoso fica instalado. É também no Costão do Santinho que se encontram rochas de diabásio com inscrições rupestres.A praia tem cerca de 2km de extensão, com faixa de areia que varia entre as larguras de 10 e 120 metros. A parte mais larga fica ao norte, em que a faixa de areia se mistura às dunas.As ondas são fortes e altas, podendo chegar a 8 pés. A areia é clara e fina, seguindo o padrão das dunas que envolvem parte da praia.
História da Praia do Santinho A Praia do Santinho é conhecida, pelos antigos, como Praia das Aranhas. Isso por conta de um pequeno arquipélago localizado a poucos metros da praia. Nestas ilhas, a quantidade e diversidade do aracnídeo eram muito grandes. Atualmente, apenas a ponta sul da praia é conhecida pelo nome Ponta das Aranhas.O nome Praia do Santinho surgiu em mapas impressos a partir da década de 1970, por conta de uma imagem misteriosa, esculpida em uma pedra, que lembrava um santo. Alguns diziam que era bruxaria, mas outros rezavam em frente à imagem, pedindo proteção em alto mar.Hoje sabe-se que esta inscrição de um santo, além de outras inscrições, datam de cinco mil anos. Elas formam um dos maiores sítios arqueológicos da ilha. São, aproximadamente, 3m² de um paredão de diabásio preto. Junto à praia, encontram-se cobertos de sinais gravados profundamente nas rochas. Os motivos são círculos concêntricos com pontos ou com X no centro, linhas onduladas paralelas e figuras estilizadas de homens.